Arquivo de etiquetas: maca

Candidiase: tipos, sintomas e remédios naturais

As baixas defesas, o estrés, a excessiva tomada de antibióticos ou levar uma dieta rica em açúcares são os principais causantes desta infecção.

O que é a Candidiase, e porque se produz?

Se é maior de 15 anos e é mulher, é provável que venha a sofrer, alguma vez na vida, de candidiase vaginal. Mas, já ouviu falar desta infeção provocada por fungos da espécie Cándida? E como pode evita-la?

Isso sim, que as mulheres sejam as principais “vitimas” desta patologia – pela humidade da zona genital – não quer dizer que sejam as únicas, porque todo o mundo é susceptível de ter algum tipo de candidiase em algum momento (genital, bucal, intestinal, crónica…), já que acostuma aparecer em pessoas que contam com um sistema imunitário deficitário ou inexistente.

Diferentes tipos de gravidade

As candidiases são as micoses oportunistas mais frequentes que padecem os seres humanos. Manifestam-se de forma habitual como enfermidades leves das mucosas oral e genital, da pele e das unhas. Em raras ocasiões podem ser recalcitrantes ao tratamento ou voltar-se recorrentes.

No entanto, muito mais frequentes, mas com uma morbilidade e mortalidade muito elevadas, são as candidiasis invasivas, sobretudo porque as pessoas que as padecem sofrem doenças subyacentes graves, complicadas com a presença de neutropenia ou imunodeficiencia que dificulta a recuperação.

Quando aparece?

O primeiro que devemos de saber é que o Fungo Candida Albicans habita no nosso organismo de forma natural e em pequenas colónias que são controladas pelas bactérias favoráveis.

O problema aparece quando o corpo não pode fazer frente a esta invasão de fungos e estes começam a crescer demasiado depresa, chegando a provocar problemas de saúde importantes.

A descida de defesas do corpo é o principal motivo que impede travar o aumento do fungo, assim como o estrésse.

A tomada excessiva de medicamentos durante muito tempo.

Não mudar de roupa por vários dias. Desta forma, a transpiração seca-se no próprio corpo e gera um hábitat de maior humidade. O mesmo pode acontecer nos bebés que passam muito tempo com a mesma fralda.

Levar uma dieta rica em açúcar e farinhas refinadas (brancas), porque isto ‘alimenta’ ao fungo.

Tipos de candidiase mais comuns

Candidiase na pele–> Geralmente, produz-se nas zonas de dobras, como entre os glúteos, axilas e por baixo das mamas, propiciando comichão e pústulas.
Candidiase nas unhas–> Aparece, frequentemente, em pessoas que têm as mãos húmidas com bastante frequencia. Acostuma existir inflamação na inserção das unhas e aparecer vermilhão, assim como expulsar pus.
Candidiase na boca–> As comisuras bucais inflamam-se e produzem pequenas vesículas que podem doer. Este tipo de situação deve-se, principalmente ao défice de vitamina B, proteses dentais mal colocadas ou excesso de salivação.
Candidiase no aparelho reprodutor–> Na vagina ou no penis, que se caracteriza por comichão intensa, vermelhão, mau odor e, em ocasiões, podem aparecer placas esbranqueadas ou dor ao urinar.
Candidiase no aparelho digestivo–> Pode dar-se no esófago, no intestino, no anus ou no estômago, embora esta última é pouco frequente. Tendo, por exemplo, dificuldade ao engulir, sensação de ardor e dor no tórax.

Remedios naturais para prevenir e/ou tratar a candidiase

Por sorte, na maioria dos casos, esta infeção não resulta demasiado grave e pode ser tratada de forma natural (em caso de se produzir de forma prolongada e em repetidas ocasiões, sempre se deve consultar com um especialista).

Por isso, vamos destacas alguns superalimentos que podem nos ajudar a fazer frente a estes fungos e aos prevenir de uma forma muito simples mediante a nossa alimentação.

Shiitake: Um estudo em 2001 demostrou que o extrato livre de células de micelio fermentado inibiu o crescimento de C. albicans. Candida a qual é a principal causa de infeção por fungos nas mulheres. Pode ser consumido regularmente como alimento em cozidos, sopas, molhos e suplementos alimentares.

Reishi: Embora é ampliamente reconhecido nos paises de toda Ásia, o reishi é especialmente venerado na China, onde é receitado tanto para a pressão arterial como para a fadiga durante o crescimento durante pelo menos 2000 anos. Também chamada de cogumelo da inmortalidade, é habitualmente usada para reforçar o sistema imunitário, regular a baixa resposta imunitária, aumentar os monocitos, macrófagos e a atividade dos linfocitos. Também é antiinflamatório e demostrou-se que apoia ao corpo durante os estados de stress.

Erva de cevada: É uma importante fonte enzimática. Os benefícios da erva de cevada são um alto conteúdo em oxigénio, seu poder alcalinizante, desintoxicante, anti-inflamatório, antianémico, a sua ação como reparador do sono, físico e emocional. Repara o metabolismo, o sangue, a diabetes, asma, enxaquecas, artrite, fadiga e cansaço.

Alga Chlorella: A mais poderosa das algas. Ajuda à regeneração celular e a reforçar o sistema inmunitário. Repara o dano no DNA e RNA, pelo que ralentiza o envelhecimento. É um grande detoxicante, alacalizante, limpador do sangue, colon e sistema linfático. Elimina metais pesados e radioativos.

Maca: Neste caso, também nos interessa destacar a maca como fortalecedor e rejuvenescedor para todo o sistema endócrino, favorecendo e ajudando ao corpo na criação dos seus próprios hormônios na correta proporção para cada uma. As suas propriedades niveladoras da produção hormonal a transformam num alimento benéfico para aliviar os sintomas antes, durante e após a menopausa.

Echinacea: Trata-se de uma planta que pode aumentar a efectividade dos cremes antimicóticos padrão, no tratamento das infeções recorrentes vaginais por leveduras como a cándida.

Óleo de coco: Contém, naturalmente, um ólo gordo chamado ácido caprílico. Este anti-fungo interfere com o crescimento da Cándida e a reprodução ao fazer buracos nas paredes das células da levedura, fazendo que morram.

Sabía que…?

Embora existam descritas mais de 150 espécies de Candida, o 90 % das candidiases são causadas por 5 estirpes: C. albicans, Candida parapsilosis, C. glabrata, Candida tropicalis e Candida krusei. Outras estirpes , como Candida dubliniensis, Candida guilliermondii, Candida lisitaniae, Candida norvegensis e Candida rugosa, podem causar infecções de forma esporádica.

Os Smoothies saudáveis que refrescam a tua dieta de verão

Combina os alimentos que mais te beneficiam para degustar os smoothies saudáveis que trazem um toque natural a tua vida.

É uma realidade. Cada vez são mais as pessoas que decidem levar uma vida saudável. Com o passar dos anos, começamos a dar muita mais importância aos alimentos que consumimos diariamente, às suas propriedades e aos seus benefícios para o nosso organismo.

Porém esta tendência, sobre tudo, aumenta no verão, quando o nosso objetivo, além de comer bem, é estar hidratados e que o nosso corpo não se converta numa vitima das mudanças de horário, dos pequenos excessos de ferias ou da incapacidade de ter uma regularidade na alimentação.

Mas, como ingerir a quantidade de frutas e verduras recomendadas se estamos grande parte do dia fora de casa? O que fazer para evitar ganho peso durante as ferias? E para desintoxicar o meu organismo depois de grandes celebrações?

Não te preocupes, desde o nosso blog damos-te uma alternativa muito saudável para poderes comer o que deves de uma maneira fácil e rápida: Smoothies saudáveis de verão. Uma bebida refrescante que poderás fazer em tua casa e levar para onde quiseres.

Toma nota sobre os produtos que mais beneficiam o teu organismo e como toma-los.

Se o que queres é depurar o teu organismo…

Smoothies Detox: é uma bebida baixa em calorias, que fornecem grande energia graças a sua fonte de vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes. São os melhores aliados nas dietas de emagrecimento, além de serem batidos depurativos. Normalmente apresentam uma cor verde e representam um método altamente eficaz de consumir entre 3 a 5 porções de frutas e verduras diariamente.

As combinações dos alimentos “detox” podem ser muito variadas. Conhece as propriedades dos mais conhecidos e mistura-os a teu gosto.

  • Alcachofra: melhora a função hepática, é diurética, ajuda a expulsar gorduras através da bílis e combate de forma eficaz a constipação.
  • Cardo Mariano: melhora a função hepática e estimula a regeneração das células, é recomendável para diabéticos e para o combate da hipertensão.
  • Chá Verde: potente antioxidante, ligeiramente estimulante, recomendado em dietas de emagrecimento, diurético, e melhora o aparelho circulatório.
  • Limão: potente antioxidante rico em vitamina C, diurético, protetor do aparelho digestivo e recomendado em dietas para baixar peso.
  • Maça: potente efeito saciam-te, uma importante fonte de fibra, minerais e vitaminas, antiácido natural para o estomago, regulador intestinal e depurativo.

Proposta

Bata um ramo de aipo, um pepino pequeno, um monte de espinafres frescos, uma maçã verde, alguma salsa, o sumo de um limão e uma colher de chá de gengibre ralado. Se quer levar para o trabalho ou para a praia junte leite ou iogurte líquido. Se vai consumir no momento junte gelo picado. Perfeito para tomar pela manhã pois ajuda a oxigenar o sangue e é bom para o transito intestinal.

Contra os quilos a mais…

Smoothies para controlar o peso: são bebidas nutritivas, baixas em gordura e adequadas para a redução de peso porque ajuda a evitar o desejo de doces e fornecem vitaminas necessárias para a energia muscular.

  • Uva Vermelha: ajuda a reduzir o peso, potente efeito antioxidante e grande capacidade depurativa.
  • Chá Vermelho: ajuda nas dietas de emagrecimento, alto poder depurativo, melhora a função intestinal e recomendado para pessoas com hipercolesterolemia.
  • Laranja sangue ou vermelha: ajuda a controlar os níveis de colesterol e têm um grande conteúdo de antioxidantes.
  • Maçã: como comentamos anteriormente, pelo seu efeito saciam-te.

Proposta

Misture uma taça de manga cortada em cubos, uma taça de sumo de cenoura e outra de morango ou uvas. Por ultimo, junte 1/3 de pimento vermelho picado, que concederá à bebida um sabor sugestivo, não tenha medo. Siga o mesmo procedimento acima. De acordo com o momento de consumo junte gelo ou leite.

A maca e o desejo sexual na mulher

A libido ou desejo sexual na mulher aumenta com o tempo e, especialmente, com a experiência, embora não devemos esquecer fatores psicológicos. Tendo todo isto em atenção, podemos dizer que a madureza sexual feminina se atinge aproximadamente aos 35 anos.

As hormonas do desejo são os estrogénios e a testosterona, produzida pelos ovários. Ao longo da vida se produzem uma série de flutuações hormonais, especialmente no decorrer do ciclo menstrual, que influem notavelmente na intensidade do desejo feminino e, conforma os anos passam, com a menopausa, o nível de estrogénios na mulher diminui.

Por todos estes motivos, há momentos na vida da mulher nos quais necessita de alguma ajuda para melhorar o apetite sexual, é que melhor que nesta data tão especial para salientar os benefícios da Maca, uma planta extraordinária, muito conhecida na América do Sul por estas e outras propriedades, e pouco conhecida no nosso país.

A Maca é um tubérculo muito parecido à Nabiça, do qual se aproveita a raiz. É originário do Peru e cresce a mais de 3.500 metros de altitude, onde nenhum outro alimento. A estas altitudes, a terra tem muitos nutrientes de procedência mineral. A sua raiz tem sido usada por mais de dois mil anos como alimento para melhorar a energia e fertilidade tanto em homens como mulheres. Nos nossos dias se considera um dos potenciadores do desejo sexual natural mais efetivos que se conhecem.

Qualidades da Maca

  • Aumentar o desejo sexual, a resistência, o rendimento desportivo e a sensação de bem-estar geral. A maca é um adaptogéneo. Isto é, ajuda ao nosso corpo a adaptar-se as situações de stress, aumenta a capacidade do corpo para defender-se contra o enfraquecimento físico e mental.
  • Regula e aumenta a função do sistema endócrino, as glândulas que produzem as hormonas necessárias para as funções corporais e metabólicas essenciais como a fertilidade, a função sexual, a digestão, o cérebro e a fisiologia do sistema nervoso, e os níveis de energia.
  • Os homens a usam para aumentar a fertilidade e a função sexual.
  • Contém um grande número de antioxidantes, o que provoca um envelhecimento mais lento e reduz a produção de radicais livres.
  • Ajuda a aliviar os sintomas do síndroma pré-menstrual e a menopausa.

Benefícios da Maca durante a menopausa

  • A macamida encarrega-se de regular os níveis hormonais no hipotálamo e nas glândulas suprarrenais. Estas glândulas, por sua vez, ativam os ovários, tiroides e pâncreas para melhorar o seu funcionamento, além de produzir um número normal de hormonas.
  • Durante a pré-menopausa, o estado de transição à menopausa: ajuda a equilibrar, de forma preventiva, o balanço hormonal. Por exemplo se o estrogênio é dominante, a maca incrementará os níveis de progesterona para que as hormonas encontrem o seu ponto de equilíbrio. Ainda, o consumo de Maca nesta etapa ajuda ao sistema endócrino a se manter saudável; o que contribui a aliviar os efeitos da menopausa.
  • Durante a menopausa: A Maca previne as lufadas de calor, tão típicos desta fase, motivados pelos desequilíbrios hormonais.
  • Durante a pós-menopausa: ajuda a aumentar os níveis hormonais a um estado pós-menopáusico mais saudável, além de prevenir a osteoporose (pela sua grande quantidade de cálcio) já que a descalcificação óssea neste estádio é muito acentuada.

Por todos estes motivos, a Maca é considerada um superalimento. Trata-se de alimentos ricos em enzimas, vitaminas, minerais… que ajudam a proteger-nos contra as doenças. Ainda, estão cheios de antioxidantes e têm um amplio potencial terapêutico e propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias. Por isso, é boa ideia inclui-los na nossa alimentação para melhorar o nosso rendimento, aumentar a vitalidade e sentir-se rejuvenescidos. Não devemos esquecer que não são medicamentos, e que não todos sentem os mesmos efeitos.

Mas também encontramos outro tipo de suplementos alimentares elaborados com Maca, que incluem ainda outros ingredientes como a Vitamina B6, Damiana, Angelica e Gilbardeira (Roscos), que realizam uma ação sinérgica, melhorando os resultados.