Arquivo de etiquetas: antioxidantes

Os saudáveis benefícios da curcuma além da cozinha

O efeito anti-inflamatório e antioxidante da curcuma deve-se à sua capacidade de inibir a ação dos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular.

Atualmente, a curcuma vem ganhando espaço no setor de saúde e bem-estar. Além das suas propriedades culinárias como uma espécie aromática, cada vez há mais pessoas a aproveitar os benefícios desta planta como um remédio natural e preventivo de patologias importantes.

O seu ingrediente ativo é a curcumina, responsável pelas ações anti-inflamatórias e antioxidantes. Por esta razão, vários estudos foram realizados demonstrando o seu potencial efeito em doenças como diabetes, alergias, artrites, doenças cardiovasculares e metabólicas.

Este efeito deve-se à sua capacidade de inibir a ação dos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular e doenças degenerativas, entre outros.

Efeitos na saúde derivados do consumo de curcuma

A sua utilidade já é conhecida por ajudar a aliviar de forma rápida o desconforto articular (dor associada às artroses, artrites e reumatismo); a sua ação também tem sido estudada para a prevenção e tratamento de outras doenças como arteriosclerose, distúrbios respiratórios e gastrointestinais e efeitos hepatoprotetores

Abaixo descrevemos os seus efeitos estudados na saúde:

  • Asma: diversas pessoas demonstraram o efeito da sua atividade para melhorar esta doença, mas, além disso, existem estudos que descrevem o poder da curcumina para prevenir o aparecimento de bronquite em pacientes asmáticos[1].
  • Sistema digestivo: em casos de inflamação da mucosa do estômago devido à presença de Helicobacter pylori (uma bactéria que causa gastrite muitas vezes), a curcuma demonstrou reduzir o grau de inflamação[2].
  • Fígado: Efeito hepatoprotetor. Graças às suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, consegue proteger as células do fígado e também aumentar a atividade desintoxicante.
  • Coração: a curcumina é capaz de diminuir os valores de LDL (conhecido como colesterol mau) e triglicerídeos e, por sua vez, aumentar os níveis de HDL (colesterol bom), resultando em um cardioprotetor [3].

Além disso, em vários estudos, concluiu-se que a contribuição da curcuma, juntamente com uma modificação do estilo de vida dos pacientes, foi possível reduzir o peso e melhorar a composição corporal[4].

Por último, há numerosos relatórios científicos que falam sobre as propriedades anticancerígenas da curcuma, como um modulador no crescimento de tumores e no aparecimento de metástases. Alguns autores atribuem esse efeito à sua capacidade anti-inflamatória e antioxidante, além de destacarem a sua utilidade como adjuvante na terapia de tratamento, além de reduzir os efeitos adversos a ela associados [5], mas ainda há muito a ser investigado.

Bibliografía

  1. Nilani, P.; Kasthuribai, N.; Duraisamy, B.; Dhamodaran, P.; Ravichandran, S.; Ilango, K.; Suresh, B. In vitro antioxidant activity of selected antiasthmatic herbal constituents. Anc. Sci. Life2009, 28, 3–6.
  2. Pulido-Moran, M., Moreno-Fernandez, J., Ramirez-Tortosa, C., Ramirez-Tortosa, MC; Curcumin and Health. Universidad de Granada, 2016.
  3. Tsimikas, S.; Miller, Y.I. Oxidative modification of lipoproteins: Mechanisms, role in inflammation and potential clinical applications in cardiovascular disease. Curr. Pharm. Des. 2011, 17, 27–37.
  4. Di Pierro, F.; Bressan, A.; Ranaldi, D.; Rapacioli, G.; Giacomelli, L.; Bertuccioli, A. Potential role of bioavailable curcumin in weight loss and omental adipose tissue decrease: Preliminary data of a randomized, controlled trial in overweight people with metabolic syndrome. Preliminary study. Eur. Rev. Med. Pharmacol. Sci. 2015,19, 4195–4202.
  5. Sung, B.; Prasad, S.; Yadav, V.R.; Aggarwal, B.B. Cancer cell signaling pathways targeted by spice-derived nutraceuticals. Nutr. Cancer 2012, 64, 173–197.

10 chaves para proteger a sua pele do frio

Agora sim, está frio, um dos maiores inimigos para a tua pele. Proteja e evite a sua desidratação, irritação ou vermelhão com estes conselhos.

Desde pequena, ouvia a minha mãe a dizer a frase mítica: “É um resfriado que descasca”, mas alguns anos mais tarde, quando entendi o seu significado literalmente quando vi os danos causados pelo frio na minha pele.

A redução das temperaturas torna-se um inimigo da pele, mas as mais propensas a sofrer as consequências, são as peles mais secas, sensíveis, finas e claras. Agravando-se em pessoas com problemas circulatórios.

O frio provoca a vasoconstrição dos capilares, diminuindo o fornecimento de oxigénio e nutrientes a outras células e atrasando a renovação celular. Isso causa um conjunto de células mortas que nos fazem ter uma pele visivelmente opaca, apagada e sem brilho.

Assim como estamos cientes de cuidar da pele no verão, não estamos muito no inverno. Devemos perceber que, com o frio, bebemos menos água e diminuímos a película protetora da pele devido a fatores externos como o vento, o aquecimento ou mudanças súbitas na temperatura. Isso causa desidratação, irritação, descamação, falta de brilho, vermelhidão …

Diante do enfraquecimento dos capilares, é necessário mais cuidado e reforçar a imunidade da pele. A barreira protetora do estrato córneo deve ser recuperada.

Os 10 conselhos para proteger a sua pele do frío

  1. Manter uma dieta equilibrada.
  2. Evitar o tabaco.
  3. Não salte a rotina diária imprescindível (limpar, hidratar, nutrir, proteger), pelo menos duas vezes por dia. Reforçar com suplementos orais, como colagénio, antioxidantes
  4. Usar diariamente protetor solar. As radiações solares provocam na pele danos irreparáveis e, mesmo que seja inverno, eles alcançam-nos.
  5. Fortalecer os vasos capilares, com ingredientes que são anti-inflamatórios naturais, como o oleato de calêndula.
  6. Massajar com umas gotas de algum óleo vegetal antes de aplicar o creme de tratamento (melhor se for primeira pressão, virgem e biológica), pois são ricos em glicerídeos, Vitamina E e ácidos gordos, ativos muito benéficos para a pele.
  7. Evitar usar sabões perfumados.
  8. Não abusar dos banhos quentes, que são prejudiciais para a circulação.
  9. Não se esqueça da hidratação das mãos, para evitar possíveis rachaduras. Depois de aplicar o creme com uma massagem suave, coloque as luvas de lã.
  10. A pele dos lábios é uma das mais sensíveis. Utilize produtos reparadores, embora saiba que é difícil porque é feito por inércia, tente não os humedecer com saliva, pois provoca mais irritação.

Embora, sem dúvida, sorrir é a melhor opção 🙂