Comece o novo ano combatendo a retenção de líquidos

Comece o novo ano combatendo a retenção de líquidos

Objetivo para 2018 …. Combater a retenção de líquidos?

Embora afete em maior percentagem as mulheres em determinadas épocas relacionadas com desequilíbrios hormonais – como os dias antes da menstruação, gravidez ou menopausa-, ninguém está a salvo de sofrer retenção de líquidos.

Além disso, esta patologia geralmente aparece devido a causas muito comuns, tais como:

  • O calor, que dilata os vasos sanguíneos e os deixa mais porosos, o que favorece a saída da água dos vasos e evita que os tecidos a absorvam.
  • A imobilidade prolongada, sentada ou em pé.
  • Uma alimentação rica em sal e/ou pobre em proteínas.
  • Um desequilíbrio hormonal, durante a gravidez, os dias antes da menstruação ou menopausa.
  • Certos medicamentos, particularmente corticosteroides, anti-hipertensivos, tratamentos neurolépticos e tratamentos hormonais.
  • Certas doenças: insuficiência venosa, renal ou cardíaca alteram o sistema de regulação do fluído e causam edema mais ou menos grave.

Por sua vez, os principais sintomas de retenção de líquidos são manifestados:

  • Por um inchaço dos tecidos, afetando os pés, os tornozelos e as pernas.
  • Também pode ocorrer inchaço na barriga ou no rosto, especialmente durante o período pré-menstrual.
  • Por último, o rápido aumento de peso pode ser uma manifestação desta patologia.

Truques para evitar a retenção de líquidos

1. Evite usar roupas apertadas: as roupas que apertam demais obstruem a circulação e dificultam a expulsão correta de fluidos, seguindo os canais habituais do organismo. E, com isso, também entram as meias ou o tamanho dos sapatos. Evite usar calçado muito justo ou o seu corpo sofrerá.

2. Pratique algum exercício: É obvio que, devido ao trabalho, muitas pessoas permanecem sentadas quase o dia todo, algo que custa muito para corrigir quando volta para casa porque a fadiga impede que faça algum exercício físico.

3. Beba dois litros de água por dia: Se o consumo de água for insuficiente, ele deve ser aumentado bebendo todo o tipo de líquidos (água, chá, sopa), consumir alimentos ricos em água (alcachofra, repolho, aspargos, melancia, pepino, cenoura, alface) e potássio (leguminosas, cereais, gérmen de trigo e levedura)

4. O descanso é fundamental: Dormir o número de horas recomendadas é importante para uma vida saudável, mas especialmente para evitar a retenção de líquidos, sobretudo se esta ocorrer mais frequentemente nos membros inferiores.

5. O cuidado na alimentação: A primeira coisa a fazer é reduzir o consumo de sódio. Uma das principais fontes é o sal que usamos para cozinhar, por isso é necessário reduzir o seu consumo o máximo possível.

Se a retenção de líquidos se deve a uma fragilidade dos capilares, o consumo de frutos vermelhos, cítricos e chá verde, rico em vitaminas E e P, permite reforçar a parede.

Por outro lado, não limite demasiado o consumo de proteínas, o que deve ser suficiente para assegurar uma boa reabsorção da água. As nozes, amêndoas e cereais complexos são excelentes fontes proteicas e, além disso, satisfazem o apetite.

Não se esqueça dos alimentos com propriedades diuréticas, como o abacaxi, a papaia, a toranja ou mesmo endívia, espargos, aipo e alcachofra.

A nível natural, a Cavalinha, Solidago, Dente de Leão ou Zimbro também podem ser uns dos grandes aliados para o correto funcionamento do corpo. Pode tomá-los em infusões ou através de diferentes suplementos alimentares que aproveitam os extratos de cada uma dessas plantas, ajudando a depurar o nosso organismo e a eliminar as substâncias tóxicas que se acumulam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *