Todos os artigos de Christian Alves

Quais são as vantagens das proteínas vegetais?

Proteínas vegetais sim ou não? De certeza que já se fez esta pergunta mais de uma vez. Em que se diferenciam das animais? São recomendáveis para todo o mundo?

As proteínas constituem um dos nutrientes fundamentais para todos os processos biológicos e metabólicos do ser humano, pelo que a sua ingesta diária é obrigatória para o correto funcionamento do nosso organismo.

Ainda, são um elemento chave para constituir e regenerar o tecido muscular, pelo que muitos desportistas complementam a sua dieta com suplementos de proteína em pó que proporcionam um extra de nutrientes quanto querem aumentar a massa muscular.

Anos atrás, só exisitia a proteína de origem animal chamada whey ou – o que é a mesma coisa – soro de leite, mas cada vez existem mais desportistas veganos e vegetarianos que procuram, unicamente, proteínas de origem vegetal. Conhece? Porque estão de moda?

Diferenças entre as proteínas vegetais e animais

Embora as encontramos principalmente em fontes animais, existem vários alimentos de origem vegetal capaces de fornecer diferentes tipos de proteínas, inclusive incrementando alguns benefícios que a carne não possui.

Isto acaba com o mito de que as pessoas veganas que praticam desporto de forma continuada ou profissional podem chegar a render menos ou ter menos musculatura pelo défice de proteína animal.

E a verdade é que, adaptando uma alimentação baseada unicamente em vegetais, legumes, frutos secos, ervilhas, maca, sementes ou algas também pode conseguir-se uma dieta saudável e rica em proteínas.

Onde podemos encontrar proteínas vegetais?

Podemos encontrar proteínas vegetais em alimentos como a soja, os frutos secos, os cereais e os seus derivados, a alga spirulina, as sementes de girassol, os cogumelos, os legumes e as hortaliças, entre outros alimentos.

Ainda, combinados entre eles podem fornecer uma interessante quantidade de proteínas, ou o que é a mesma coisa, macrocélulas formadas por cadeias de aminoácidos.

Vantagens das proteínas vegetais

  • O tipo de gorduras é insaturado e mais saudável
  • Contêm menos purinas, filtram-se e eliminam-se melhor
  • Capacidade para ajudar a reduzir os níveis de colesterol
  • Prevenção de doenças cardiovasculares
  • Contêm fibra
  • Sobrecarregam menos o fígado e os rins
  • Fáceis de digerir

É importante explicar que as proteínas vegetais contêm muitas menos purinas que as animais. As purinas são substâncias que devem ser dissolvidas pelo fígado e eliminadas pelos rins em forma de ácido úrico. Temos tendência a consumir demasiadas purinas quando seguimos uma dieta rica em proteínas e/ou tomamos muitas bebidas alcóolicas. Este consumo excessivo de alimentos ricos em purinas é um dos principais riscos das dietas hiperprotéicas.

Suplementos alimentares, um extra de proteínas

Como sinalizavamos ao inicio, para completar nossa fonte de proteínas também podemos optar pelo consumo de suplementos alimentares em pó, que nos fornecerão aminoácidos, vitaminas e minerais essenciais.

Em muitos casos, as proteínas vegetais estão compostas por uma mistura de quatro proteinas muito importantes, como por exemplo, as de arroz, ervilha, semente de abóbora e semente de girassol, ricas em fibra e baixas em calorías para poder controlar o peso com mais precisão:

  1. Proteína de ervilha: É uma das proteínas com uma maior percentagem de proteína vegetal (80%) e contém todos os aminoácidos essenciais. Ainda, é rica em ferro e fósforo. Destacamos que, junto com a proteína de arroz, são as proteínas com mais conteúdo em L-leucina, um aminoácido muito importante para os desportistas, já que é o elemento chave para a sintese proteica.
  2. Proteína de arroz: Está elaborada à partir de arroz integral germinado e também contém uma alta percentagem de proteínas (80%). Destaca-se o seu conteúdo em L-leucina e triptofano.
  3. Proteína de sesamo: Contém um 55% de proteínas e destaca porque contém muito triptofano, o aminoácido precursor da serotonina. É rica em magnésio, um mineral que participa em diferentes processos do organismo como, por exemplo, apoiar o metabolismo energético, a contração muscular, a transmissão dos impulsos nervosos, o desenvolvimento dos ossos ou a sintese de proteínas.
  4. Proteína de sementes de abóbora: Contém um 55% de proteínas e é rica em fibra e minerais como o magnésio, fósforo, potássio, ferro e manganés.

O cuidado da pele também é coisa de homens

O cuidado da pele também é coisa de homens… Que coisas deve ter em conta para a proteger e evitar o envelhecimento prematuro?

O cuidado da pele e do corpo não entende de sexos, graças, em parte, pela mudança de mentalidade que se produziu nos anos 90 de mão da expressão popular “metrosexual”, que abriu as portas aos segredos de beleza do homem.

A rotina de cuidados básicos da pele para um homem é e deve ser muito parecida à das mulheres. Por este motivo, a cosmética ecológica também é a mais recomendável para eles, porque está livre de substâncias tóxicas e parabenos que possam danificar a sua dermis.

Por isso, vamos desvelar como tirar partido à beleza masculina através do cuidado da pele e cabelo, porque não há nada como ter a pele saudável para que esteja bem apresentada.

Para evitar as rugas precoces, é necessário manter uns hábitos diários com os produtos adequados e tendo em conta os diferentes tipos de pele.

Nesta ocasião, vamos centralizar-nos em como cuidar o aspecto e a pele da face.

  1. Lave diariamente a face com um limpador suave que não contenha sabão (porque contêm um PH muito elevado e pode chegar a nos secar a pele, além de fazer que se desequilibre o manto hidrolipídico natural que possui). Podemos encontra-los em formato mousse, muito confortáveis, bifásicos…
  2. Hidrate com um creme específico de acordo com o seu tipo de pele (face e pescoço):
    • Gordurosa: Hidratantes sem óleo, com princípios ativos como a árvore de chá vai evitar os brilhos e manter controlado o acne.
    • Seca: Hidratantes ricas em óleos vegetais para fornecer à pele ácidos gordos e vitaminas (oliva, argan, rosa mosqueta…)
    • Madura: Escolher cremes com ativos reafirmantes, como o óleo essencial de gerânio ou o ácido hialurônico.
    • Sensível: Para aquelas peles sensíveis, nada melhor que o oleato de calêndula ou o óleo essencial de cânhamo, que contém uma percentagem elevada de Vitamina E.
  3. Não esqueça nunca a proteção solar antes de sair de casa, com SPF 30 ou mais, para evitar as manchas e rugas precoces.
  4. Utilize produtos específicos para fazer a barba, mas também para depois, como o aloé vera, a manteca de Carité, óleos vegetais com princípios ativos calmantes… Agora pode encontra-los todos num mesmo produto, o que facilita o seu uso.
  5. Para aqueles que têm barba é importante hidratar cada dia, não só o pelo, mas também a pele que fica debaixo e que se torna mais sensível de cada vez. Para isso, utilize produtos que contenham manteiga de Carité.
  6. Uma vez por semana, coloque uma máscara revitalizante e notará a diferença.

Que tem que ter em conta para escolher o gel adequado à nossa pele?

No momento de escolher um gel, evite um PH elevado, os parabenos e perfumes. Opte por geles naturais e ofereça à sua pele o benefício dos nutritienes dos óleos vegetais, assim como aproveitar a holística dos óleos essenciais (que vão ajuda-lo a dormir, a ativar-se, a animar-se… faça a sua escolha). E lembre-se de hidratar a sua pele após do duche com uma loção corporal destinada ao seu tipo de pele.

Por último, também é muito importante o cuidado das mãos e pés e sua hidratação tanto no inverno como no verão, para retardar o processo de envelhecimento da pele.

A saúde da pele é o melhor espelho de beleza! Não a deixe de lado!

10 benefícios do óleo de amêndoas doces

O óleo de amêndoas doces tém propriedades hidratantes e suavizantes, além de ser adequada para todo tipo de pele e cabelo.

O óleo de amêndoas doces ganhou o seu espaço na listagem de produtos indispensáveis para realizar uma cosmética e higiene naturais.

Destaca por ser um ingrediente muito nutritivo, com importantes componentes como a Vitamina E, minerais e ácidos gordos monoinsaturados. Por isso, é uma grande opção para hidratar e nutrir a pele e o cabelo sem ter medo a subtâncias tóxicas ou parabenos. Isso sim, para garantir os melhores resultados, deve optar pelo óleo de amêndoas doces ecológico e de pressão em frio.

De onde é extraído?

O óleo de amêndoas doces provém, exclusivamente, das amêndoas comestíveis da espécie ‘Prunus amygdalus var dulcis’. Pode aplicarse tanto na face como no corpo ou o cabelo, e é apropriado para peles sensíveis, grávidas ou bebés.

10 benefícios do óleo de amêndoas doces

1. Hidrata a pele em profundiade:

É um óleo muito suave e hipoalérgico, perfeito para hidratar nossa pele sem obstruir os poros pela presença de ácidos gordos essenciais. Utilize diariamente após o duche, mediante uma massagem de movimentos circulares e ascendentes.

2. Limpeza profunda da pele

É um desmaquilhante natural muito económico e eficaz. Tem uma textura ligeira e ajuda a prevenir espinhas e acne. Coloque na face umas gotas de óleo de amêndoas e extenda mediante uma pequena massagem circular para ir eliminando a sujidade. (Não tenha medo em que o óleo entre em contacto com os olhos ou boca). Depois, com um algodão, retire o óleo. Pode repetir a acção as vezes que seja neecssário. Depois, use um sérum com óleos essenciais.

3. Um exfoliante natural

Si mistura umas gotas do óleo de amêndoas com umas colheres de açúcar de coco conseguirá uma mistura ideal para exfoliar a sua pele (recomendável uma vez por mês), esepecialmente face ao verão.

4. Efeito anti-oxidante

O seu conteúdo em vitaminas A e E exerce uma poderosa ação antioxidante e regeneradora. Por isso é recomendável que seja aplicada em cicatrizes (nunca em feridas abertas), assim como em estrias vermelhas para suavizar as marcas e melhorar a elasticidade da pele. Ainda, acalma as irritações cutâneas, incluindo no caso de bebés.

5. Alivia dores musculares

Um dos seus usos tradicionais é, precisamente, reduzir as dores musculares pelo seu conteúdo rico em proteínas. Para obter melhores resultados, é aconselhável aquecer um pouco o óleo e aplica-lo em músculos doridos, massajando continuamente. Humedecer uma toalha, escorrer e cobrir a zona massaja durante meia hora aproximadamente.

6. Óleo de massagem

O óleo de massagem de amêndoas proporciona uma base oleosa de primeira categoría para uma massagem aromática ou terapêutica em qualquer zona do corpo. Junto a umas gotas de óleo de amêndoas pode misturar outros óleos essenciais que combinam perfeitamente para dormir melhor, relaxar, prevenir as rugas ou evitar a secura do cabelo, como pode ser com lavanda, camomila ou jasmim.

7. Controlar a queda do cabelo

O óleo de amêndoas doces é rico em minerais como o cálcio, o zinco ou o magnésio, os principais ‘culpados’ pela queda do cabelo ou do crescimento deficiente. Por isso, seu uso pode ajuda-lo a contraria o enfraquecimento do cabelo de forma muito natural. Utilize umas gotas sobre o cabelo molhado e massagem no couro cabeludo durante uns minutos (meia hora mínimo). Depois, lave o cabelo com champô para eliminar o óleo que não foi absorvido. Se o deixa reposar toda a noite, o resultado será ainda melhor.

8. Um aliado contra a caspa

Para ser usado contra a caspa, deve misturar numa tigela um 50% de óleo de amêndoas (8 gotas), quase a mesma quantidade de óleo de jojoba e duas gotas de óleo essencial de lavanda, óleo essencial de alecrim e óleo essencial de árvore do chá. Aplique pela noite, deixe agir e lave a aclare de manhã. Ainda, o óleo tem propriedades emolientes e humectantes que combatem a secura capilar.

9. Ideal para fortalecer as unhas

Pela sua dificuldade em penetrar a pele, também é recomendado para amolecer a pele e a retícula antes de fazer a manicure ou pedicure. O seu conteúdo em Vitaminas A e as do grupo B ajudam a fortalecer as unhas mais frágeis.

10. Para o cuidado de pestanhas

Aplique com um disco de algodão uma pequena quantidade de óleo de amêndoas doces sobre as pestanhas superiores e inferiores e também o deixamos agir toda a noite. É um hidratante e regenerador de pestanas natural (e muito barato) que realmente funciona.

A Urtiga Verde e o seu efeito anti- histamínico natural

A Urtiga Verde tem muitas propriedades benéficas para a nossa saúde, talvez a mais surpreendente seja a sua ação anti-histamínica.

A Urtiga Verde como é vulgarmente conhecida, assim como Urtiga Maior, embora a primeira seja a mais comum. No entanto, o seu nome científico é Urtica Dioica.

É uma planta perene, com uma altura de 1,5 metros, dioica (que tem flores unissexuais em caules separados), sem pétalas mas com muitos estames no cálice. Da raiz saem vários caules que estão cobertos de “pelos” assim como as folhas, estas contêm um liquido irritante que produz ardor quando entra em contacto com a pele. As flores estão em cachos e separadas de acordo com o sexo.

Existem muitas subespécies de Urtica Dioica, mas a mais comum é a nativa da Europa e da Ásia, distribuída pelas zonas temperadas. Estas geralmente vivem em locais não cultivados com terrenos geralmente húmidos, embora a principal característica do terreno seja a sua riqueza em nitrogênio.

Princípios ativos da Urtiga Verde

A sua composição química consiste principalmente em clorofila, clorofila ácida, serotonina, provitamina A e C… também contém uma substancia, a secretina, que é um dos melhores estimulantes estomacais.

Em relação às suas propriedades medicinais, apesar de ser considerada uma erva selvagem, tem muitos benefícios. A urtiga verde tem efeitos diuréticos, ativando a circulação, analgésicos, estimulantes do sistema digestivo, antirreumático, anti-inflamatório, antialérgico, anti-histamínico….

Pode ser aplicada externamente, é um dos maiores estimulantes conhecidos, cozinhada como qualquer vegetal, tomada como infusão ou como suplemento.

É possível que o uso menos conhecido da urtiga verde seja a sua capacidade para combater alergias e rinites. Por via oral, pode reduzir a quantidade de histamina produzida pelo organismo, devido a um alérgeno. Por isso, é um bom remédio natural para a alergia primaveril, algumas semanas antes de começar os primeiros sintomas.

Contraindicações

Embora os preparados de Urtica Dioica não sejam tóxicos, estes não são recomendados durante a gravidez e lactação. Em crianças, devido ao seu alto teor de nitrato. Na retenção de líquidos devido a uma redução na função cardíaca e renal.

Porque tomar água de coco? Damos-lhe 7 razões

Porque tomar água de coco? Damos-lhe 7 razões

É o substituto perfeito às bebidas isotónicas para desportistas pelo seu efeito hidratante, baixo em calorias e com grande conteúdo energético.

Conhece os benefícios da água de coco? Aqui lhe adiantamos os mais importantes.

Numerosas “celebrities” como Rihanna, Madonna, Gisele Bündchen o Matthew McConaughey confessaram publicamente que esta bebida é uma das suas favoritas para a sua hidratação. Embora a sua origem esteja no Brasil, Sri Lanka ou Indonésia, já não é necessário viajar até estes países afrodisíacos para disfrutar da água de coco e das suas múltiplas propriedades para o nosso organismo.

Precisamente, e não só pela grande publicidade que os mais famosos fazem a este “elixir” como bebida saudável, a água de coco tambémganhou importância nas preferências daquelas pessoas que praticam desporto assiduamente. O motivo não é outro senão pela sua grande quantidade de potássio, quase cinco vezes mais do que qualquer outra bebida isotónica, segundo inúmeros estudos realizados a este respeito.

Porém, há muitas outras razões pelo que não podemos deixar passar esta oportunidade para falar sobre a água de coco. O seu efeito hidratante e reconstituinte, por exemplo, ajuda o corpo a recuperar-se e a hidratar-se, tornando-se extremamente eficaz quando se praticam exercícios de média e longa duração.

  • Previne o envelhecimento prematuro

Assim é. Dizem que a beleza está no interior, e no caso dos cocos emparticular. Além da sua hidratação, o sucesso da água de coco está também no seu efeito antienvelhecimento. Contém um grupo de hormonas vegetais chamadas citocinas que estão relacionadas com o crescimento, desenvolvimento e envelhecimento das plantas. Neste sentido, há inúmeras investigações que falam de um efeito antienvelhecimento nas células humanas, prevenindo os sinais dapassagem da idade prematura.

  • Atua como tónico digestivo

O seu consumo ajuda a melhorar a digestão graças às suas enzimas bioativas. No seu país de origem, diz-se que ele foi utilizado para tratar doenças tropicais como disenteria, constipação ou parasitas.

  • Contra a desidratação

Já o referimos no inicio desta publicação. A água de coco é uma bebida natural que ajuda a reidratar o corpo devido ao seu conteúdo de eletrólitos. Contém minerais muito importantes para o organismo como o potássio, cálcio, sódio, magnésio e fósforo, que proporcionam energia e melhoram o rendimento físico. É umaalternativa muito eficaz às bebidas isotónicas para desportistas, tendo em conta que a água de coco é 100% ecológica. Apesar da sua pouca consistência, a sua composição é mais completa em termos de minerais, como ferro ou zinco, o que a torna mais eficaz que outras frutas como a laranja.

  • Apta para todo o mundo

Trata-se de uma bebida natural e vegetal, o que torna numa opção perfeita para qualquer pessoa: vegetarianos, veganos, macrobióticos, celíacos… Deve-se destacar que a água de coco émuito baixa em calorias e o seu PH em torno de 5 faz com que seja pouco ácida. Consumir uma água BIO, por outro lado, assegura-nos que as propriedades e qualidades do coco são mantidas ao máximo e que o processo de manipulação foi o mínimo possível. Por outro lado, o seu sabor doce será um grande apoio para todo o tipo de dietas, porque funcionará como um substituto às bebidas açucaradas e gasificadas.

  • Recomendado para o cérebro

Ajuda a memória e a concentração pelo seu conteúdo de potássio, mais do que a banana, inclusive. Recordamos que o potássio é um mineral essencial para regular os batimentos do coração e a função muscular. Por outro lado, os eletrólitos facilitam o funcionamento do sistema nervoso e transmissão nervosa, melhorando também o funcionamento cognitivo.

  • Rica em antioxidantes

Contém vitaminas do grupo B, minerais e oligoelementos como o zinco, o selénio e iodo. É rica em aminoácidos, fito nutrientes e antioxidantes que ajudam a abrandar a ação dos radicais livres.

  • Nutre ossos, unhas e dentes

Sim, o coco funciona como remineralizante, por isso é uma bebida muito recomendável para crianças em fase de crescimento. O seu conteúdo de vitamina A também é muito positivo para manter os olhos saudáveis.

 

Quando tomar?

Em jejum:

É neste momento do dia que traz mais benefícios. Se for consumida antes do pequeno-almoço, será um bom aliado para fortalecer o sistema imunológico e proporcionará muita energia para começaro dia. Graças à presença de eletrólitos, como já mencionamos, favorece o correto funcionamento do sistema nervoso e da função cognitiva.

Meio da manhã:

Pode substituir o café ou sumos por água de coco devido ao seu efeito saciam-te, porém muito baixo em calorias. Isto irá ajudar a manter uma dieta equilibrada.

Depois das refeições:

Perfeita para uma boa digestão graças ao seu conteúdo de enzimas bioativas e bom aliado para evitar constipação

Após o exercício:

Sem dúvida, o seu poder refrescante e hidratante ajudará a recuperar depois da prática desportiva. A água de coco é um substituto natural das bebidas isotónicas devido ao seu alto teor de potássio para evitar cólicas ou regular o ritmo cardíaco.

Antes de deitar:

As vitaminas do complexo B são eficazes na redução do stress e o seu conteúdo de magnésio e potássio também o ajudaram a descansar melhor. O seu poder refrescante, evitará que fique com sede de madrugada. Claro, que deve optar por um jantar leve, pois ingerir grandes quantidades de comida pode reverter todos os benefícios.

Xarope de cebola, um remédio natural e infalível contra a tosse

O Xarope de cebola contém óleos essenciais com propriedades expectorantes que agem contra a tosse como um antibiótico natural

Muitos conhecem este xarope como o remédio das avozinhas contra a tosse. A verdade é que o xarope de cebola tem-se consolidado em muitas gerações como um dos “antídotos” mais eficazes contra qualquer doença pulmonar, como pode ser a bronquite, o asma ou a tosse, entre outros muitos problemas.

A sua elaboração é muito simples, mas também e comercializado por anos pela sua popularidade e efectividade tanto em crianças como nos mais pequenitos, especialmente no caso de pessoas que querem evitar o consumo excessivo de medicamentos nessas idades.

Para aqueles que estejam menos familiarizados com as propriedades da cebola, é importante destacar que se trata de uma planta herbácea bienal com componentes activos que fortalecem o sistema imunitário e funciona como anti-inflamatório e expectorante natural.

Estes princípios activos contêm óleos essenciais com propriedades expectorantes que agem contra a tosse como um antibiótico natural e flavonoides que melhoram o sistema circulatório.

Por outro lado, a cebola também é rica em minerais e oligoelementos responsáveis de favorecer a eliminação de líquidos. E, ainda, contém vitaminas C e E e do grupo B (ácido fólico).

Os benefícios diretos do xarope de cebola contra a tosse

Temos que saber que a tosse é um mecanismo de defesa do corpo produzido por um esvaziamento explosivo de ar nos pulmões. Tem como finalidade expulsar substâncias daninhas presentes nas vias respiratórias e, como muitos já verificaram, podemos sofrer tosse seca ou com expectoração.

A tosse seca é, normalmente, um dos primeiros sintomas do resfriamento e pode derivar em tosse com expectoração (com fleuma) ao fim de alguns dias.

Para tratar ou prevenir existe uma grande quantidade de plantas medicinais, como o tomilho, ou a raiz de malvavisco que, em muitas ocasiões, também se acrescentam ao xarope de cebola para potenciar o seu efeito, como acontece com a mel.

A combinação de mel e cebola é um remédio natural que desde a antiguidade foi usado como anti-tusivo. Ambos ingredientes têm uma acção antibiótica e expectorante que pode ajudar a reduzir os sintomas da tosse para que não se transforme num problema maior.

  • Graças a este xarope favorece-se a eliminação das bacterias
  • Estimula a limpeza das vias respiratórias
  • Depura o organismo de substâncias tóxicas
  • Pelas propriedades da mel, ajuda a suavizar a garganta para acalmar as irritações
  • Não tem efeitos secundários

Elaboração do xarope de cebola e mel

A elaboração é muito simples:

  1. Só tem que cortar a cebola em pequenos bocados e colocar num frasco de vidro. O ideal é escolher cebola roxa, pois é a que tem mais quercitina.
  2. Depois, acrescente a mel até cobrir a cebola e deixe macerar durante toda a noite.
  3. Após este tempo, pode consumir com uma colher.

O PIOR DISTO: O único ponto em contra deste remédio é que tem um sabor muito forte, o que faz que os mais pequenos não se sintam muito atraídos por ele quando estão adoentados. Por isso são comercializados xaropes de cebola com aromas mais doces, como por exemplo frutos do bosque, para poder beneficiar-se das suas propriedades sem reclamações.

Cinco motivos para escolher a fitoaromaterapia nos cosméticos

Os extratos vegetais, óleos essenciais e hidrolatos fornecem benefícios diretos a nossa pele. É uma aposta certa!

Toda pessoa que gosta de tratar de si própria, certamente tem curiosidade em conhecer diferentes terapias, produtos de higiene, cosméticos… Por isso, animo-vos a experimentar cosméticos com uma formulação rica em fitoaromaterapia. Não ficarão indiferentes.

Por que escolher a fitoaromaterapia cientifica nos cosméticos?

  • Os benefícios da suma da riqueza da natureza na sua pele: extratos vegetais unidos com óleos vegetais e essenciais.
  • Os estudos científicos provam muitas propriedades nesta formula, onde a sua pele fica coberta de toda necessidade que possa ter, ao mesmo tempo que a respeita. Assim protegemos ao mesmo tempo o meio ambiente e a saude e beleza da sua pele.
  • De acordo com as investigações químicas dos fitocomplexos, a essência das plantas tem características similares ao sistema hormonal humano.

5 motivos que vão convencer-lhe

  1. Optar por cosméticos naturais de procedência orgânica é a base principal do respeito e cuidado da nossa pele. Evitar parabenos, perfumes e derivados do petróleo que no longo prazo pode trazer-nos problemas de irritação e sensibilidade.
  2. A riqueza da natureza: extratos vegetais, óleos vegetais e hidrolatos fornecem benefícios diretos a nossa pele. Sucesso garantido!
  3. Que na sua formulação encontremos óleos essenciais. As propriedades dos óleos essenciais são inumeráveis, mas destacamos que os benefícios não ficam limitados a pele, pois todo o organismo, corpo e mente são beneficiados. Por isso, após experimentar a aromaterapia na cosmetica, podemos dizer que é muito mais que um cosmético.
  4. O peso molecular do óleo essencial é muito baixo, o que nos garante a penetração nas diferentes camadas da pele.
  5. Respeito animal. Não contém ingredientes de origem animal e, obviamente, não foram testados neles.

A totalidade dos efeitos de dita formula inclui um bem-estar geral e não existe nada mais importante que se sentir bem por dentro para poder refletir isso por fora.

Lembre-se que a sua pele é um espelho do que está a acontecer no seu organismo.

Alivie os sintomas do cólon irritável graças a fitoterapia

Sofre de cólon irritável? A curcuma, o aloé vera, o gengibre ou a menta são algumas das plantas que vão ajuda-lo a diminuir a dor

Já ouviu falar da doença de cólon irritável? Sofre dela?

O cólon irritável é uma doença intestinal que provoca dores abdominais e mudanças no trânsito intestinal, alternando episódios de diarreia e obstipação.

Controlar a alimentação é uma boa forma de evitar o mau-estar e os ataques desta doença, pelo que devemos evitar bebidas com gás, comida pré-cozinhada, açúcares refinados e alimentos flatulentos como a couve-flor, o grão de bico, o alface… porque tudo isso piora os sintomas do cólon irritável.

Também se deve manter um horário fixo de refeições e (claro) aumentar a toma de água.

Além da alimentação, a fitoterapia é uma grande aliada nesta patologia, pois existem diversas plantas para aliviar os sintomas, como por exemplo:

Para diminuir a dor:

  • CURCUMA: alivia os espasmos e gases, já que é um anti-inflamatório muito potente.
  • CAMOMILA: já que tem, entre ouras muitas, propriedades sedativas e digestivas, muito necessárias para diminuir os gases e desta forma a dor abdominal. Recomenda-se tomar entre 2 e 3 infusões ao dia para notar melhoria.
  • MENTA: usa-se para neutralizar o ácido, aliviar os gases e a dor abdominal
  • VALERIANA: diminui a dor, a ansiedade, o inchaço…
  • GENGIBRE: Tem um alto poder anti-bacteriano, muito útil em problemas intestinais. Podemos toma-lo em infusão, ralando um pouco de raiz de gengibre em água a ferver. Tomar três vezes ao dia para diminuir a inflamação.
  • ALOÉ VERA: sara a mucosa que está no cólon reduzindo a irritação e a inflamação, diminuindo assim as dores intestinais.

Para parar a obstipação:

  • DENTE DE LEÃO: tem umas propriedades laxativas muito suaves.
  • MAGNÉSIO: em forma de carbonato ajuda a regular o trânsito intestinal.
  • SEMENTES DE CHIA MOÍDAS: ajudam da mesma forma que o magnésio a regular o trânsito intestinal.

Para parar a diarreia:

  • SALVIA: tem um alto poder adstringente.
  • ARANDOS: servem para regular o sistema digestivo. Têm muitas propriedades adstringentes, da mesma forma que a salvia, e podem reduzir a diarreia.

Hábitos que aplicar as suas rotinas

  • Tente não alterar-se com frequência: Evite o stress e as situações de muita tensão, porque existe uma grande conexão entre os sistema nervoso e o intestino, e por isso, com o aparelho digestivo. Aplique técnicas de relaxamento, como o ioga, e notará os benefícios.
  • Procure praticar algo de exercício para libertar endorfinas e aliviar a tensão. Sair a correr é uma das melhores opções.
  • Coma e mastigue devagar, para que as digestões sejam o menos pesadas possível e os nutrientes sejam absorvidos de melhor forma.

O óleo de Onagra e os seus benefícios para a pele

Os seus princípios activos conferem à onagra a capacidade de fornecer firmeza e elasticidade à pele, nutrindo e hidratando.

Descubra as 10 principais propriedades para o rosto e corpo do óleo de onagra

De certeza que já ouviu falar em muitas ocasiões do óleo de onagra e de suas propriedades para reduzir os sintomas do síndroma pré-menstrual (inchaço, náuseas, dor no peito…) e da menopausa. (Por isso ela é denominada de “planta da mulher”).

Mas, nesta ocasião, queremos centralizar-nos nos seus benefícios para a pele e o cabelo, já que se trata de um grande aliado para o cuidado de diversos problemas cutâneos bastante comuns por causa do frio, a alimentação ou o passar do tempo, entre outras coisas.

Que é o óleo de onagra?

O óleo de onagra é extraído das sementes pertencentes à planta do mesmo nome (também conhecida por prímula) e, embora proceda de América do Norte, foi introduzida na Europa no século XVII.

Devemos destacar que se trata de um dos óleos vegetais mais apreciados em todo o mundo, porque são necessários 10.000 grãos de sementes para obter uma grama de óleo.

Durante muito tempo, o seu uso era o que lhe deram os nativos americanos: tratar doenças como o asma ou sarar feridas e problemas na pele, mas, hoje em dia, descobriram-se muitos princípios activos utilizados para melhorar o bem-estar do nosso organismo.

Precisamente, a onagra possui um alto conteúdo em ácidos gordos essenciais, pelo que por esse motivo sempre foi distinguido como um aliado para potenciar a beleza do rosto e do corpo.

Isto é devido a que favorece a criação dos próprios hormônios do tecido, activando o processo de regeneração da pele.

Neste sentido, quando a nossa dieta carece destes ácidos gordos essencias, podem ser geradas afecções no coração, a circulação, o sistema imunitário e o sistema nervoso, pelo que o seu consumo vai ajudar a reduzir este tipo de problemas.

Também, embora em menor proporção, a onagra possui ácido linoléico, presente em lácteos, sementes, frutos secos ou óleos vegetais e muito recomendável para aumentar as defesas e ajudar a controlar o colesterol e os triglicéridos.

Entre as suas muitas aplicações, o óleo de onagra transformou-se num ingrediente muito demandado em muitos produtos de cosmética natural ou, até, em suplementos alimentares destinados à beleza, saúde e bem-estar.

Pode ser ingerida isoladamente, geralmente em pérolas, mas os seus benefícios para a pele aumentam quando combinada com outros elementos como o óleo de borragem, a romã ou o ácido hialurónico, por exemplo.

Como actua na nossa pele e cabelo?

1. É muito hidratante.

Mantém um equilibrio da humidade na pele, proporcionando um aspecto radiante. Desta forma, evita uma secura que impeça o bom funcionamento das células.

2. Contra o envelhecimento

O seu alto conteúdo em anti-oxidantes ajuda na luta contra os radicais livres, formados por causa do stress, a contaminação ou a exposição solar, principalmente. Com o óleo de onagra conseguimos que a pele não se veja cansada, revitalizando as células da pele para dar-lhe um aspecto saudável.

Neste sentido, também combate os sinais do envelhecimento prematuro (flacidez, rugas…), promovendo a manutenção saudável de colagénio e fomentando a elasticidade da pele.

3. Como regenerador

Este óleo ajuda na regeneração de novas células, assim como à reparação das danificadas para que a dermis mantenha a regularidade.

4. Aliado contra o acne

O uso regular de óleo de onagra pode proteger a pele da formação de acne, evitando a seura e a infecção e crescimento bacteriano.

5. Inimigo do eczema

A aplicação deste óleo nas zonas afectadas ajuda a aliviar as molestias causadas pelo eczema na pele. Acalma a comichão e diminui a cor avermelhada que se produz. Se é consumido como suplemento na dieta diária, age contra a secura da pele.

6. Elimina as manchas

Outra das propriedades do óleo de onagra é melhorar as manchas. O óleo é rico em ácidos gordos essenciais que têm propriedades anti-inflamatórias e ajudam à pele para reduzir o vermelhão e a comichão, deste modo aliviando as manchas. Também contribui para obter uma textura uniforme com a tonalidade da pele, agindo contra as olheiras.

7. Melhora a circulação do sangue

Devido a que favorece ao sistema circulatório, o óleo de onagra é capaz de conseguir que o sangue chegue com mais fluidez até os folículos pilosos e que o cabelo cresça mais depressa e se veja mais bonito e cheio de vida.

8. Nutre e fortalece o cabelo

A massagem com óleo de onagra aumenta a circulação do sangue no couro cabeludo e reduz os danos externos. Se optamos por incluí-lo na dieta, também estaremos agregando suavidade ao cabelo e reduziremos a sua fragilidade.

9. Melhora a textura do cabelo

Como o óleo de onagra tem altas quantidades de GLA ou ácidos gordos essenciais, evita que o cabelo se torne excessivamente seco, especialmente perto dos extremos do eixo do cabelo. Ainda, proporciona brilho.

No entanto, é recomendável utiliza-lo só uma vez ao mês, para que o cabelo não fique demasiado gorduroso.

10. Evita a geração de caspa

Considerado um grande aliado contra a queda do cabelo, as propriedades anti-inflamatórias da onagra ajudam a fazer frente as afecções do couro cabeludo causadas pelos fungos ou a caspa.

Como se usa?

Dependendo da finalidade, o óleo de onagra será mais apropriado num formato ou outro. Por exemplo, se o que quer é nutrir o cabelo, o ideal é o formato em líquido, porque o que faremos será aplicar o óleo directamente no cabelo.

No entanto, se o que queremos é atenuar as moléstias da menstruação ou melhorar o aspecto da nossa pele, por exemplo, o formato mais apropriado será em pérolas, como suplemento alimentar à nossa dieta equilibrada, ou integrada em outro suplemento de nutri-cosmética, com outros ingredientes como podem ser o colagénio, a biotina ou o óleo de borragem.

Lesões desportivas e desgaste articular, a melhor nutrição

As lesões desportivas e o desgaste articular acontecem em muitas ocasiões por défice na nossa alimentação.

As lesões desportivas e o desgaste articular

Quando praticamos desporto estamos expostos a lesões e desgaste articular. Isto não acontece unicamente por uma má execução de movimentos, mas também em ocassiões, se deve a carências nutricionais que afetam estas estruturas. Para nos ajudar com este tipo de necessidade é importante saber que existem alternativas como a suplementação. Não só necessária em desportistas mas também em aquelas pessoas que necesitam de cubrir algum défice de nutrientes.

Mas é verdade que nos desportistas, sejam profissionais ou amateur, as carencias são maiores, pelo sobre-esforço físico. Por isso, a demanda de nutrientes aumenta. Neste caso, os suplementos alimentares são fundamentais para manter o rendimento físico do desportista. Neles, as lesões de tipo articular são muito frequentes e para as evitar ou acelerar a sua recuperação é muito recomendável uma nutrição inteligente.

Em resumo, é muito importante cuidar as articulações para que sofram o mínimo e assim obter um bom rendimento articular no geral e desportivo em particular.

Nutrição para cuidar nossas articulações

Para cuidar nossas articulações e evitar algumas lesões desportivas, o primeiro é ter uma boa alimentação, já que esta é a base de uma boa saúde articular. Nossa dieta deve ser variada, sã e com um alto conteúdo em vitaminas e minerais, assim como rica em proteínas, gorduras saudáveis e hidratos de carbono para o bom funcionamento das mesmas.

Se já tem uma dieta equilibrada, é importante que conheça alguns suplementos que podem melhorar o estado da cartilagem e ajudar a diminuir a dor articular.

Sulfato de Condroitina e Glucosamina

Muitos estudos confirmam os seus efeitos protectores e regeneradores de lesões, assim como a redução da dor e as moléstias articulares. O Sulfato de Condroitina é uma substância que se apresenta de forma natural no corpo e ajuda a manter a estrutura dos tecidos. Também, ajuda à cartilagem a reter mais água, melhorando o amortecimento e inibindo as enzimas que destroem o tecido cartilaginoso. A Glucosamina, que também produz o corpo de forma natural, age reparando a cartilagem, estimula a função normal e tem um efeito anti-inflamatório. Recomenda-se tomar estes suplementos como preventivos e também para tratar lesões e encurtar a recuperação.

Ácido Hialurónico

O Ácido Hialurónico é um polímero de origem natural, presente no líquido sinovial que serve de amortecedor para as articulações. Age de certa forma como um lubricante nas articulações, o que evita a ficção e protege, contribuindo a manter as propriedades biomecánicas dos ligamentos. Alguns componentes são necessários para a produção do AH, como o Magnésio ou a Vitamina C.

Uma boa alimentação ajuda as nossas articulações e evita lesões desportivas

O Colagénio

O Colagénio é a proteína que proporciona estrutura aos tendões, tecidos cartilaginosos, ossos e tecidos conectores. Pode encontra-se como suplemento, que se obtém, principalmente mediante tratamento enzimático, o que faz que seja mais indisponível, isto é, mais fácil de digerir, absorver e aproveitar pelo organismo. Geralmente, toma-se para nutrir e recuperar o líquido sinovial nas articulações e atrasar a degradação da cartilagem articular por desgaste físico e idade.

O Silício

O Silício é um mineral que forma parte da estrutura do tecido ósseo e conjuntivo, necessário para forçar o Colagénio, a Elastina, proteoglicanos e glicoproteínas que constituem a sua estrutura. Por isso, ajuda à recuperação das lesões articulares e fracturas ósseas.

Este mineral pode ser incorporado na nossa dieta através da farinha de aveia integral, o farelo de trigo, o arroz integral e também muitos vegetais. Por outro lado, também podemos encontrar suplementos que nos garantam um fornecimento de Silício adequado e natural.

Vitamina C

Vitamina C, muito necessária para a sintese de Colagénio, tem propriedades antiinflamatórias para músculos e articulações e é um poderoso antioxidante. Para estimular e manter a sintese de Colagénio pode tomar suplementos com Vitamina C, mas não deixe de incluir na sua alimentação diaria alimentos ricos nesta vitamina, como kiwi, morangos, framboesas, papaia, cítricos e legumes como agrião, salsa ou pimentos.

Todas as vitaminas e minerais citados anteriormente vão fazer que as suas articulações sejam fortes e flexíveis, facilitando assim uma melhor agilidade e mobilidade.

Os alimentos ricos em mucopolisacarídeos como tripas, lingua, mão de porco, etc… em princípio serão adequados para fortalecer e recuperar as articulações, mas com mais frequência vão acompanhados de outras substâncias não desejadas, como excesso de gordura e colesterol, pelo que a melhor alternativa é recorrer aos suplementos que os contêm, sem gorduras.

Já agora, se são desportistas ou fazem exercício com frequência, um truque muito útil é levar sempre consigo um bom gel para pequenas lesões. Importante e que entre os seus componentes principais se incluam princípios ativos como o harpagofito, condroitina, glucosamina, capsicum ou arnica. Assim, podemos aliviar de forma tópica molestias como a inflamação ou as dores musculares, precisamente no momento em que precisemos. Tampouco será demais utilizar neste tipo de pequenas lesões um gel de efeito frio-calor para aliviar no ato.

Espero que sirva de ajuda e não esqueçam a importância que tem prestar atenção às vossas articulações e como cuidar delas em caso de lesões desportivas.