10 conselhos para cuidar a tua alimentação no natal

10 conselhos para cuidar a tua alimentação no natal

Alimentação no natal. Descobre como podes ser mais saudável até nestas datas

Com a chegada destas datas, todos começamos com as compras natalícias, e não só de presentes mas também de todos os doces que estão ao nosso alcance: pão de ló, bolo rei, rabanadas, “panettone”… Quem é que pode resistir-se?

Durante o natal, a ingesta calórica pode aumentar desde um 30% até um 50% nos dias de festa, e o nosso peso aumentar até 3 Kg.

Não é estranho por isso, que tendo isto em conta, exista um aumento das visitas as urgências com crises de hipertensão, diabetes descompensadas, ataques de gota e patologias digestivas. Principalmente provocados pelo tipo de alimentação abusiva destes dias.

Começa a seguir estes simples conselhos

1 – Não mudar os nossos hábitos alimentares; é muito usual tomar um doce de sobremesa todos os dias. Devemos deixar os excessos para os dias mais assinalados, nos quais nos reunimos com a família, os amigos, e as conversas ao redor da mesa se estendem.

2 – Planificar as compras para evitar as “sobras” e evitar estar alimentando-nos nos dias posteriores com comidas que, na sua maioria, possam ter um conteúdo calórico maior.

3 – Se somos os anfitriões, planificar o menu; se o prato principal vai ser gorduroso, podemos pensar em entradas mais ligeiras (saladas mais elaboradas ou marisco podem ser uma boa opção) e sobremesas à base de fruta (espetadas de ananás e maça com salsa de iogurte, o que ainda nos vai facilitar a digestão).

4 –  Substituir molhos industriais por caseiros, à base de legumes, iogurte desnatado ou vinagreta.

5 – Se saímos fora a almoçar, a oferta de entradas vai ser imensa, em ocasiões podem aportar as mesmas calorias que o prato principal, pelo que o ideal será fazer uma seleção do que mais gostamos e em quantidades controladas.

6 – Podemos comer de tudo, mas em quantidades limitadas. Come a mesma quantidade de um dia normal, no qual estejas em casa. Não devemos finalizar a refeição com a sensação de “estar a rebentar pelas costuras”

7 – Nestes dias não devemos esquecer o exercício físico. Se já fazemos desporto, com aumentar 30 minutos ao dia podemos evitar o aumento de peso, e se ainda não o fazemos… para que esperar até o novo ano?

8 – Não devemos de esquecer de controlar as calorias procedentes do álcool. São calorias vazias, que não aportam nenhum nutriente.

9 – Um erro frequente são os jejuns, pois pensamos que eliminando as calorias de uma refeição vamos compensar o excesso de outra. É preferível fazer as 3 refeições principais mesmo que sejam mais suaves, com uma alimentação baseada em legumes, frutas e peixe.

10 – Um bom aliado para estas datas pode ser o Quitosano. Trata-se de um polissacarídeo lineal formado por cadeias de D-glucosamina e Acetil D-glucosamina, obtido a partir dos caparações de alguns crustáceos marinhos. O Quitosano é um tipo de fibra de origem marinho que o nosso corpo é incapaz de absorver e tem muita afinidade pela gordura. Assim, quando entra em contacto, “sequestra” parte das gorduras ingeridas, impedindo a sua absorção e eliminando-as completamente através das fezes. É recomendável que seja tomado antes das refeições mais fortes. Desta forma, pode nos ajudar a ingerir a ingestão calórica e a controlar os níveis de colesterol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nieves García

Nieves García

Técnico superior em nutriçao

Especialista em plantas medicinais